Archives for: novembro 2014

Broches | Como usá-los?

Brooches3

Usada por gregos e depois pelos romanos, as fibulas – um tipo de fivela composto por uma pedaço curvo de metal, com um gancho em uma ponta e um alfinete de segurança em outra- eram usadas para segurar e compor as roupas da época.

Paar_Prunkfibeln

Seus formatos e desenhos eram variados, fabricados em bronze, ferro, prata ou ouro e geralmente em tamanhos grandes com figuras de animais. Com as conquistas romanas ao norte da europa, as fíbulas ganharam espaço e se espalharam do Mar Negro até a Inglaterra. Logo, sua produção ganhava as características e design de cada região, eram decorados com gemas coloridas, diamantes, pérolas, ou até mesmo como camafeus.

Atualmente, representando um acessório clássico e charmoso, os broches podem ser usados de diversas formas. Vamos ver?

Detalhe Chic

Sabe aquela camisa de cor neutra que precisa de um toque a mais? Um broche pode cair super bem! Na gola ou até mesmo sendo usado como algum detalhe extra no traje.

 

 offbeat2 offbeat1 7-09-2012-3

Para alguns ajustes

A finalidade do broche não está interligada apenas como um acessório decorativo, ele pode ser usado para prender encharpes, ajustar blusas, disfarçar uma mancha na blusa… Tudo depende da sua criatividade.

 brochenamanga brocheacinturando

 

No cabelo 

Em qualquer ocasião, colocar um broche no cabelo destaca o penteado, seja para um casamento ou para um passeio no parque. Esses acessórios também podem ser utilizados em chapéus e tocas.

 

 broches no cabelo - Copy image1xl lanvin-anthracite-brooch-detailed-ribbed-hat-product-1-2951859-817325091_large_flex

Agora que você já sabe como usar broches, vale a pena investir na criatividade combinando-os com as belas joias da Joalheria Boiko!

Usada por gregos e depois pelos romanos, as fibulas - um tipo de fivela composto por uma pedaço curvo de metal, com um g...

Read More »

Como saber? | Pedra Sintética ou Natural

slide4

Cada vez mais aperfeiçoadas, a produção de gemas sintéticas chegam a confundir muitas pessoas. No entanto, essa técnica já é usada há muito tempo, desde o século XIX. Em 1954, por exemplo, o diamante passou a ser produzido sinteticamente apenas para uso industrial.

Pedra Natural, Sintética ou Artificial? 

Vale lembrar que uma gema sintética não é uma gema artificial. Em Gemologia, há uma larga diferença entre esses dois tipos. A pedra sintética é produzida em laboratório e corresponde com a gema natural, por exemplo, esmeralda sintética, pérola negra sintéticas, entre outros. A artificial é uma pedra criada e não corresponde a nenhuma pedra encontrada na natureza, por exemplo, a zircônia.

As opções sintéticas passam por um processo de pulverização, fundição e recristalização. Por serem produzidas a partir de uma gema natural, suas propriedades físicas como brilho, cor, dureza, índice de refração, etc. são muito iguais ou semelhantes à ela. Consequentemente, sua aparência é muito similiar e muitas vezes apenas com um microscópio gemológico é possível identificar alguma diferença.

O ponto negativo é que muitas pessoas desconfiam devido a similaridade. No entanto, a intenção das pedras sintéticas não é enganar o consumidor e sim trazer as mesmas características de qualidade da pedra natural. Atributos como o preço mais baixo não representam a má qualidade da gema, até por que , o quilate pode chegar a 400 doláres no atacado. Outro fator é o tempo de produção, quanto as gemas naturais demoram muito tempo para se formarem,as sintéticas podem durar de 6 a 12 meses para ficarem prontas e posteriormente serem lapidadas.

Cada vez mais aperfeiçoadas, a produção de gemas sintéticas chegam a confundir muitas pessoas. No entanto, essa técnica...

Read More »

O Fascínio das Joias

fig1-tutankamon

Desde o período da pré-história os adornos eram muito valorizados. Feitos de ossos, conchas, pedras, madeira e dentes de animais os colares e braceletes simbolizavam o poder, status e crenças místicas. Ao longo de muitos anos as pedras preciosas foram e ainda são muito exploradas. Segundo alguns historiadores, foram escavados grânulos com mais de 100 mil anos de idade, feitos da casca de Nassarius que são considerados as joias mais antigas.

Em cada parte da história, as características das joias se transformavam. Confira uma pequena retrospectiva dessa evolução.

Período Pré-Histórico

Confeccionados de forma rústica e artesanal, pedras, conchas, dentes de animais, sementes, madeiras e pedras.

Egito

Com grande valor simbólico e místicos, a joia era enfatizada pelo seu poder e eram fabricadas de forma figurativa, o olho do deus Horus, por exemplo, servia como proteção contra maus espíritos e até mesmo animas perigosos como escorpiões e serpentes. Além disso, os faráos eram enterrados com seus pertences pessoais, inclusive suas joias mais preciosas pois, acreditavam que na outra vida renasceriam como deuses e precisariam de seus pertences.

Grécia

Eram atribuidas formas geométricas para as joias e passaram a produzir cenas mitológicas em colares, brincos e braceletes. Logo, os adornos passaram não somente a serem enriquecidas com designs de influências orientais, mas também enfeitadas com gemas raras.

Celtas

Com grande influência estrangeira, as joalheria desse período adaptou novas técnicas como gravação, filigrana, fundição, esmaltação e granulação para trabalhar com o metal.

Romanos

Nessa época, o ouro era muito valorizado e usado como finaciamento de guerras. No entanto, com a descoberta de novas fontes de metais, os romanos passaram a utilizar parte do ouro na joalheria, popularizando-as.

Idade Média

A influência do Teocentrismo influenciou exponencialmente a arte. As joias eclesiásticas ganharam maior espaço com o uso de escapulários, relicários e crucifixos. Além do status, poder e teor religioso as joias possuiam leis para seu uso. Os anéis eclesiásticos, por exemplo, são usado até hoje por cardeais, bispos e pelo papa.

Foi nessa época que surgiram as primeiras sociedades ourives que trabalhavam cuidadosamente para desenvolver adornos exclusivos.

Período Bizantino

Caracterizada pelo uso de várias cores e muita delicadeza. As principais gemas utilizadas foram as pérolas e safiras.

Renascimento

A ciência contribuiu para uma importante mudança, a joalheria tinha como base representar formas humanas devido aos estudos de anatomica decorrentes da época. Logo, a joalheria passou a ser bancada pela burguesia e não mais pelo clero, já os ourives foram valorizados artistas.

Barroco

Predominância de temas como a natureza, pedras como diamantes, rubis, esmeraldas e safiras foram muito utilizados.

Rococó

Joalheria demarcada por adornos exuberantes, gemas coloridas e diamantes. As técnicas de lapidação foram aprimoradas e logo as joias tinham mais brilho e luxo.

Neoclássico

A referência das joias gregas e romanas fez com que a joias não exibissem mais excessos, era tudo mais moderado.

Art Decó

Formas mais geométricas inspiradas no cubismo e abstracionismo tiveram grande influência. Muitas joias eram confeccionados com materiais alternativos como o aço.

Anos 60 e 70

Na joalheria da época, o conceito era mais valorizado que o material.

Atualmente as joias ganham diversas formas, segmentadas por diversos estilos, crenças e status. Seja de joias mais elaboradas à bijuterias, a beleza e história das joias evoluiram e desenvolveram com grande força e autenticidade.

 

Desde o período da pré-história os adornos eram muito valorizados. Feitos de ossos, conchas, pedras, madeira e dentes de...

Read More »

Bodas de Casamento | Qual o significado?

como-planear-una-boda

O termo boda tem sua origem do latim “vota” que significa “promessa” referindo-se aos votos matrimoniais feitos no dia do casamento.

A tradição surgiu na Alemanha, onde em pequenos vilarejos era tradição oferecer uma coroa de prata aos casais que completassesm 25 anos de casados, e de ouro aos casais que completassem 50 anos. A partir disso, essa simbologia relaciona que, quanto mais tempo de casados mais resistente teria que ser o material.

É muito comum vermos casais comemorando as bodas de prata, ouro e diamante. Mas, segundo essa tradição, cada ano possui um significado e material diferente representando a nova etapa de união.

Significado das principais Bodas de Casamento

  • 1 ano – conhecido como uma etapa de conhecimento e instabilidade devido ao pouco tempo de união. Representa também a fragilidade, característico do papel.
  • 5 anos – período representado pela madeira, um material resistente, sólido e que atribui o significado de consolidação do casamento.
  • 10 anos – as bodas de dez anos são representadas pelo estanho, um metal que ainda apresenta uma certa maleabilidade – simbolizando as dificuldades do cotidiano do casal.
  • 15 anos – o material é o crystal, consolidando um casamento caracterizado pela transparência e solidez.
  • 20 anos – etapa simbolizada pela porcelana, material que passa por um árduo processo de produção para ficarem belas e delicadas. Assim é o casal que completa 20 anos, depois desse tempo estão envolvidos em um relacionamento estável.
  • 25 anos – essa fase é muito conhecida na tradição ocidental, comemora-se a consolidação e união familiar. O material que marca essa fase é a prata, brilhosa e resistente.
  • 30 anos – marcada pela pérola, que já precisa de lapidação e não estraga com facilidade. Assim representa um relacionamento muito bem estruturado e solidificado.
  • 35 anos – representado pelo coral devido sua durabilidade, consequência do acúmulo de sedimentos que atribuiram forma e resistência ao longo do tempo.
  • 40 anos – de coloração avermelhada, o rubi representa o amor e paixão entre o casal. O rubi é a segunda pedra mais dura da natureza e pode ser simbolicamente representada por 40 anos de amor.
  • 45 anos – a platina representa uma etapa durável e rígida desses longos anos.
  • 50 anos – as bodas de ouro representam a valorização do casamento. O ouro traduz em toda sua beleza e valor a nobreza do matrimônio, além da sua pureza.
  • 55 anos – etapa relacionada com a pedra ametista, esta, caracterizada pela proteção e espiritualidade.
  • 60 anos – a pedra mais preciosa, o diamante, simbolizando a durabilidade, indestrutibilidade e o auge de estabilidade do relacionamento alcançado.

 

Agora que você já sabe, que tal comemorar suas bodas em grande estilo e requinte? Confira as opções da Joalheria Boiko.

 

 

O termo boda tem sua origem do latim “vota” que significa “promessa” referindo-se aos votos matrimoniais feitos no dia d...

Read More »