Category: Sem categoria

Casamento | Como fazer uma lista de convidados?

convidados

Convidar o primo que vive na Alemanha, que nunca se viu, ou a colega com quem se trabalha diariamente? Saibam que quando começarem a preparar a lista de convidados para o casamento, surgirão vários momentos de indecisão.

Elaborar uma lista de convidados implica decisões muito importantes que podem ser resolvidas tendo em conta o orçamento disponível, ou a intimidade do casamento pretendida. No final, poderão acabar com uma lista de convidados maior ou menor, tendo de reajustar todo o casamento a essa lista.

Na realidade, as pessoas que devem rodear os noivos num casamento devem ser pessoas que têm um significado especial para os mesmos. A lista de convidados de casamento será o indicador do casamento que se pretende. Passar por este processo decisivo implica tomar decisões acerca de quem é importante, e de deixar passar quem não é tão importante, aproveitando e cortando custos; mas não stressem, pois as pessoas verdadeiramente importantes estarão presentes de certeza!

Ficam aqui alguns pontos que podem ajudar a elaborar e a gerir a lista de convidados

Prever a lista de convidados
• Visão/Sonho para o casamento: Com o que sonharam? Com uma recepção íntima apenas com os familiares e amigos mais próximos, ou com um deslumbrante casamento, onde estarão presentes todos os parentes, amigos e colegas de trabalho? Se não conseguirem escolher uma dessas hipóteses, vocês podem optar por uma intermédia, no entanto, reflitam sobre o tipo de casamento que é mais adequado aos sonhos de vocês.

• Orçamento disponível: Usualmente o catering faz o seu preço baseado no número de convidados. Esta premissa é essencial para determinarem o número de convidados que podem estar presentes na recepção do casamento. É muitíssimo importante que antes de mais, determinem o orçamento, para saberem os valores que podem gastar. Saibam que a maior despesa de um casamento é com a recepção, logo quantos mais convidados, maior o custo.

• Data do Casamento: Se o casamento for celebrado durante a semana, num final de semana prolongado, ou numa ocasião em que a maioria das pessoas não esteja de férias, a probabilidade de terem mais respostas negativas ao convite de casamento é maior.

• Disposição do local da recepção/Cerimônia: Independentemente de poderem ter disponibilidade financeira, e de todos os convidados poderem estar presentes no dia do casamento, se o local da cerimônia e da recepção não for capaz de acomodar o número de convidados que desejam ter presentes, terão de optar entre escolher outro local ou reduzir a lista de convidados. Antes de começarem a elaborar a lista de casamento, façam uma pesquisa e saibam qual a capacidade dos locais onde gostariam de poder celebrar o casamento.

Elaborar a lista de convidados
Comecem a elaborar a lista de casamento ideal, sem restrições, incluindo todas as pessoas que desejavam ter presentes no dia do casamento. Incluam também os convidados da parte dos vossos pais, ou seja, as pessoas que eles pretendam convidar.
Depois de disporem de uma lista que inclua os convidados do casal e os dos pais, é só pegar nessa informação e decidir, baseado na intimidade pretendida e no orçamento disponível, quem devem convidar.

• Elaborem uma lista ‘A’: Depois da lista geral formada, comecem por fazer uma lista A, ou seja, a lista de quem é imprescindível a presença no dia do casamento, como amigos e familiares muito chegados. De seguida, da restante lista geral, tentem excluir as pessoas com as quais sentem que não têm relações muito próximas, ou que possam ser fonte de problemas em situações como o casamento.

Assinalem também os que podem contribuir para ajudar na despesa do casamento, como os padrinhos, pais, tios, etc.
Decidam como vão dividir os convites. O ideal é dividirem o número de convites disponíveis em: metade para a noiva e metade para o noivo, e de cada metade retirar 1/3, dando esse 1/3 aos vossos pais, para que eles possam convidar quem desejam.

Elaborem uma lista ‘B’: Depois de elaborarem a lista A, certamente sobrarão alguns nomes. Se ainda têm orçamento disponível, poderão elaborar uma lista B, que usualmente incluirá: primos afastados, namorados de amigos, etc. Esta lista também será útil no caso de algum dos convidados da lista ‘A’ recusar o convite e poder ser substituído por um da lista ‘B’. Na realidade, isto é opcional, pois no dia do casamento só devem estar presentes pessoas que sintam que vão dar mais significado ao dia, por isso, não convidem ninguém só “porque sim”.

• Reduzir a lista de convidados: Na realidade este passo não é muito fácil de tomar, mas tem de se ter em mente que devem ter presentes quem podem ter, e quem sentem que devem ter.

Para ou reduzirem a lista de convidados, podem decidir com base em algumas respostas:

1º – Pretendemos convidar crianças, ou não?
2º – Convidamos namorado(a)s de amigos solteiros?
3º – Convidamos pessoas pelos presentes que nos podem oferecer?
4º – Convidamos pessoas com quem já não falamos há anos?
5º – Convidamos colegas de trabalho?
6º – Convidamos amigos ou familiares que tendem a fazer cenas desagradáveis nestes momentos?
7º – Logo que tenham tudo decidido e a lista de convidados final esteja elaborada, podem enviar os convites, ou seja, pelo menos 2 meses e meio antes da data do casamento.

Esperem para ver quem responde e, mediante as respostas, poderão enviar convites às pessoas que desejam convidar da lista ‘B’.
Tentem não demorar muito tempo a enviar os convites da lista ‘B’, para que as pessoas não se percebam essa ‘diferença’.

Fonte: O nosso casamento

 

Convidar o primo que vive na Alemanha, que nunca se viu, ou a colega com quem se trabalha diariamente? Saibam que quando...

Read More »

Rastreamento Inteligente de Jóias

20150223

A empresa GoldGPS  desenvolveu uma ferramenta voltada para a rotina e bem-estar do ramo joalheiro: uma plataforma de rastreamento inteligente, somado a um sistema de alta tecnologia via GPS, GPRS e RF (rádio frequência), que permite o monitoramento de objetos de alto valor, em tempo real e com grande precisão.

O principal objetivo do produto é prevenir, inibir e desestimular atos contra as joalherias através do uso de tecnologia de última geração em forma de “iscas” – customizadas para cada cliente. Em outras palavras, o cliente coloca a isca em meio às suas joias, e através do GPS consegue saber em qual prédio ela está, até mesmo em qual gaveta. Tudo isso por meio de um software intuitivo e extremamente simples que foi desenvolvido especialmente para esse produto.

 

A empresa GoldGPS  desenvolveu uma ferramenta voltada para a rotina e bem-estar do ramo joalheiro: uma plataforma de ras...

Read More »

Dicas de presentes Boiko

 

O Natal é uma data cristã que representa a magia do amor, solidariedade e união. Quando essa época chega já nos preocupamos em preparar uma deliciosa ceia, enfeitar a casa com luzes, decorar a árvore natalina e, a melhor parte… Comprar os presentes!

Na simbologia do Natal, os presentes representam as ofertas dos três reis magos para o menino Jesus. No entanto, antes disso esse ato já era costume entre os romanos com a celebração da Saturnália, dia 17 de Dezembro.

Muitas vezes presentear uma pessoa não é uma tarefa muito fácil. Por essa razão, a Boiko Joalheiros vai te dar algumas dicas para deixar seu Natal mais bonito com joias de vários estilos.

Casual

Anel com pérola negra e diamantes

Anel com pérola negra e diamantes

Relogio Emporio Armani de Aço

Relogio Emporio Armani de Aço

Relogio Michael Kors dourado com cristais

Relogio Michael Kors dourado com cristais

Romântico

Par de brincos flores com pérolas e diamantes

Par de brincos flores com pérolas e diamantes

Anel de coração em ouro amarelo 18k

Anel de coração em ouro amarelo 18k

Relógio Euro Catania Rose

Relógio Euro Catania Rose

Fitness

 

Relógio Adidas Originals

Relógio Adidas Originals

Relógio X-Games digital

Relógio X-Games digital

Relógio Adidas Originals digital

Relógio Adidas Originals digital

 

Condira mais opções na página da Joalheria Boiko e não fique mais na dúvida!

  O Natal é uma data cristã que representa a magia do amor, solidariedade e união. Quando essa época chega já nos p...

Read More »

Alianças | A escolha certa

As alianças são joias representativas para muitos casais. Elas são símbolo de amor, união e família. No entanto, com tantas opções fica difícil escolher a joia que acompanhará o casal para o resto da vida. Logo, é importante que elas sejam duráveis, confortáveis e que agrade o gosto dos dois.

Atualmente as novas tendências em joias possibilitam uma maior abrangência no estilo das joias. Vamos conferir algumas opções?

Detalhes e Texturas

O uso de pedras preciosas ou textura na aliança é uma opção muito comum. A aliança feminina geralmente possui um brilhante, mas nada impede que o noivo também utilize algum artefato diferente.

Aliança Clássica anatômica em ouro amarelo 18k

1

Aliança Contemporânea em ouro amarelo 18k com 63 diamantes

2

Aliança Contemporânea anatômica em ouro amarelo 18k com 1 diamante

4

Aliança Contemporânea anatômica em ouro amarelo 18k com 2 diamantes

11

Aliança Contemporânea anatômica em ouro amarelo 18k com detalhe em ouro amarelo 18kt com 59 diamantes

alianca-contemporanea-anatomica-em-ouro-amarelo-18k-com-detalhe-em-ouro-amarelo-18kt-com-59-diamantes-brilhantes-0-01ct-totalizando-0-59cts_dz

Conforto

Um dos quesitos mais importantes da joia, o conforto. Para isso, as alianças anatômicas são as mais indicadas, seu diâmetro interno é arredondado e não aperta o dedo, principalmente para pessoas que sofrem com inchaço.

Aliança Clássica anatômica em ouro amarelo 18k

sim

Aliança Contemporânea Concava anatômica em ouro amarelo 18k

dddd

Tonalidade

O casal tem uma infinidade de opções, alianças de ouro amarelho, ouro branco, rosé ou até mesmo utilizar uma de cada cor.

Aliança Ouro Branco anatômica em ouro branco 18k com 2 diamantes

ob

Aliança Ouro Rosa anatômica em ouro rose 18k com 20 diamantes

ov

Aliança Contemporânea anatômica em ouro amarelo 18k com detalhe em ouro branco 18k com 1 diamante

d

Aliança Contemporânea anatômica duas alianças, uma em ouro amarelo 18k e outra em ouro branco 18k

3 - duas alianças

Dicas Boiko: Alianças largas são indicadas para mãos alongadas e finas.

Se você gostou de alguma das alianças confira elas em nosso site: http://www.joalheriaboiko.com.br/aliancas.html

As alianças são joias representativas para muitos casais. Elas são símbolo de amor, união e família. No entanto, com tan...

Read More »

Como saber? | Pedra Sintética ou Natural

slide4

Cada vez mais aperfeiçoadas, a produção de gemas sintéticas chegam a confundir muitas pessoas. No entanto, essa técnica já é usada há muito tempo, desde o século XIX. Em 1954, por exemplo, o diamante passou a ser produzido sinteticamente apenas para uso industrial.

Pedra Natural, Sintética ou Artificial? 

Vale lembrar que uma gema sintética não é uma gema artificial. Em Gemologia, há uma larga diferença entre esses dois tipos. A pedra sintética é produzida em laboratório e corresponde com a gema natural, por exemplo, esmeralda sintética, pérola negra sintéticas, entre outros. A artificial é uma pedra criada e não corresponde a nenhuma pedra encontrada na natureza, por exemplo, a zircônia.

As opções sintéticas passam por um processo de pulverização, fundição e recristalização. Por serem produzidas a partir de uma gema natural, suas propriedades físicas como brilho, cor, dureza, índice de refração, etc. são muito iguais ou semelhantes à ela. Consequentemente, sua aparência é muito similiar e muitas vezes apenas com um microscópio gemológico é possível identificar alguma diferença.

O ponto negativo é que muitas pessoas desconfiam devido a similaridade. No entanto, a intenção das pedras sintéticas não é enganar o consumidor e sim trazer as mesmas características de qualidade da pedra natural. Atributos como o preço mais baixo não representam a má qualidade da gema, até por que , o quilate pode chegar a 400 doláres no atacado. Outro fator é o tempo de produção, quanto as gemas naturais demoram muito tempo para se formarem,as sintéticas podem durar de 6 a 12 meses para ficarem prontas e posteriormente serem lapidadas.

Cada vez mais aperfeiçoadas, a produção de gemas sintéticas chegam a confundir muitas pessoas. No entanto, essa técnica...

Read More »

O Fascínio das Joias

fig1-tutankamon

Desde o período da pré-história os adornos eram muito valorizados. Feitos de ossos, conchas, pedras, madeira e dentes de animais os colares e braceletes simbolizavam o poder, status e crenças místicas. Ao longo de muitos anos as pedras preciosas foram e ainda são muito exploradas. Segundo alguns historiadores, foram escavados grânulos com mais de 100 mil anos de idade, feitos da casca de Nassarius que são considerados as joias mais antigas.

Em cada parte da história, as características das joias se transformavam. Confira uma pequena retrospectiva dessa evolução.

Período Pré-Histórico

Confeccionados de forma rústica e artesanal, pedras, conchas, dentes de animais, sementes, madeiras e pedras.

Egito

Com grande valor simbólico e místicos, a joia era enfatizada pelo seu poder e eram fabricadas de forma figurativa, o olho do deus Horus, por exemplo, servia como proteção contra maus espíritos e até mesmo animas perigosos como escorpiões e serpentes. Além disso, os faráos eram enterrados com seus pertences pessoais, inclusive suas joias mais preciosas pois, acreditavam que na outra vida renasceriam como deuses e precisariam de seus pertences.

Grécia

Eram atribuidas formas geométricas para as joias e passaram a produzir cenas mitológicas em colares, brincos e braceletes. Logo, os adornos passaram não somente a serem enriquecidas com designs de influências orientais, mas também enfeitadas com gemas raras.

Celtas

Com grande influência estrangeira, as joalheria desse período adaptou novas técnicas como gravação, filigrana, fundição, esmaltação e granulação para trabalhar com o metal.

Romanos

Nessa época, o ouro era muito valorizado e usado como finaciamento de guerras. No entanto, com a descoberta de novas fontes de metais, os romanos passaram a utilizar parte do ouro na joalheria, popularizando-as.

Idade Média

A influência do Teocentrismo influenciou exponencialmente a arte. As joias eclesiásticas ganharam maior espaço com o uso de escapulários, relicários e crucifixos. Além do status, poder e teor religioso as joias possuiam leis para seu uso. Os anéis eclesiásticos, por exemplo, são usado até hoje por cardeais, bispos e pelo papa.

Foi nessa época que surgiram as primeiras sociedades ourives que trabalhavam cuidadosamente para desenvolver adornos exclusivos.

Período Bizantino

Caracterizada pelo uso de várias cores e muita delicadeza. As principais gemas utilizadas foram as pérolas e safiras.

Renascimento

A ciência contribuiu para uma importante mudança, a joalheria tinha como base representar formas humanas devido aos estudos de anatomica decorrentes da época. Logo, a joalheria passou a ser bancada pela burguesia e não mais pelo clero, já os ourives foram valorizados artistas.

Barroco

Predominância de temas como a natureza, pedras como diamantes, rubis, esmeraldas e safiras foram muito utilizados.

Rococó

Joalheria demarcada por adornos exuberantes, gemas coloridas e diamantes. As técnicas de lapidação foram aprimoradas e logo as joias tinham mais brilho e luxo.

Neoclássico

A referência das joias gregas e romanas fez com que a joias não exibissem mais excessos, era tudo mais moderado.

Art Decó

Formas mais geométricas inspiradas no cubismo e abstracionismo tiveram grande influência. Muitas joias eram confeccionados com materiais alternativos como o aço.

Anos 60 e 70

Na joalheria da época, o conceito era mais valorizado que o material.

Atualmente as joias ganham diversas formas, segmentadas por diversos estilos, crenças e status. Seja de joias mais elaboradas à bijuterias, a beleza e história das joias evoluiram e desenvolveram com grande força e autenticidade.

 

Desde o período da pré-história os adornos eram muito valorizados. Feitos de ossos, conchas, pedras, madeira e dentes de...

Read More »

TIPOS DE ANÉIS | Anel Solitário

 anel-solitario-em-ouro-amarelo-18k-com-diamante-_dz
A moda dos anéis aderiu com abrangência todo o mundo. Conhecido pelo seu contexto histórico de representar a união ou ligação de uma pessoa ou valor, hoje, não somente considera os aspectos de origem, mas é exibido de forma inovadora nas mãos de mulheres e até mesmo homens. Seja por meio de novelas, filmes ou propagandas, essas jóias além de criar novas tendências, quebram as “regras de uso” e podem ser usados em todos os dedos e de formas diferentes.
O anel solitário é um exemplo disso, conhecido como presente de noivado e usado no dedo anelar da mão direita, hoje pode ser exibido mesmo se a pessoa não estiver noiva ou até mesmo junto com outros anéis. A regra é não ter regra! No entanto, vale a pena conhecer um pouco sobre a história desse anel.
A tradição do Anel Solitário
Juntamente com as alianças, o solitário possui uma tradicionalidade especial. Ele é confeccionado em ouro ou platina com um diamante de gema única e apresentado no anelar da mão esquerda, pois acreditava-se que ali passava a “vena moris” (veia do amor) e seguia para o coração. Em 1477, o primeiro anel solitário foi encomendado por Arquiduque Maximiliano para sua noiva Maria de Borgonha, na Áustria, iniciando assim, a tradição de anéis solitários para noivados. Por conseguinte, a joia virou febre nos Estados Unidos, no século 19, devido a exploração de minas de diamante na África do Sul, o que a tornou mais acessível no mercado.
O solitário até hoje é muito valorizado, seu simbolismo é demarcado pela pureza e eternidade, seja de um amor, tradição familiar ou até mesmo status e poder. Anéis Solitários são fascinantes, não é mesmo? Que tal dar uma olhada nas opções da Joalheria Boiko e se encantar mais ainda!

  A moda dos anéis aderiu com abrangência todo o mundo. Conhecido pelo seu contexto histórico de representar a união ou...

Read More »

20140526 Dia dos Namorados é uma data com significado especial entre os namorados. Nesse dia celebra-se o amor e união do casal. No Brasil, o Dia dos Namorados é comemorado no dia 12 de junho. A data foi escolhida por ser a véspera do dia de Santo Antônio, o “santo casamenteiro”. É para Santo Antônio que as solteiras rezam e acendem velas pedindo um namorado. Se você ainda não escolheu o presente para aquela pessoa especial nós selecionamos 10 produtos imperdíveis.   Para ELA: para-ela   1 – Relógio Dumont Bali CHOCOLATE SK68038R | 2 - Relógio Euro Florença EU2035BV/2P | 3 - Relógio Adidas Originals Rosa com cristais ADH2103N | 4 - Relógio Michael Kors Rose com cristais MK3247 | 5 - Relogio Michael Kors dourado analógico MK5473

 

Para ELE: para-ele 6 - Relógio Adidas Originals Digital Colorido ADH6134N | 7- Relógio Orient cronógrafo Speedtech om caixa Titânio e pulseira Titânio MBTTC004 | 8 –  Relógio X Games multifunção fundo branco pulseira de couro XGSCM001 | 9 - Relógio Casio G-Shock GD-100-1BDR | 10 - Relógio Emporio Armani Aço fundo preto pulseira de couropreta HAR0567N

Dia dos Namorados é uma data com significado especial entre os namorados. Nesse dia celebra-se o amor e união do casal....

Read More »

Dica para os Homens: Relógios são indispensáveis!

relogio

O que podemos incrementar no look dos homens? Não há muito segredo! Ou é um sapato diferente, um cinto de destaque, uma pulseira para os mais modernos ou um relógio. Por isso o ideal é valorizar muito os poucos acessórios da forma correta, assim eles casam muito bem com o look todo e melhoram a sua aparência.

Os relógios são atemporais, clássicos, os mais imponentes dão uma certa postura de “poder” aos homens, e ainda são úteis já que mostram as horas rs. Por isso ele é um grande aliado dos homens e você não pode abrir mão de um bom relógio.

Quando digo um bom relógio não digo que precisa ser aquele caríssimo, de uma grife conceituada etc.  O importante é escolher um modelo bonito, de destaque e saber em usar em cada ocasião.

Exemplo: Se for uma ocasião do dia a dia o seu relógio pode ter a pulseira de borracha, não necessariamente de couro que é mais indicado em situações mais formais e elegantes.

Faça o seu gosto e sua combinação, mas não deixe de ter ao menos 3 opções de relógios, um mais casual (pode ser colorido), um grande e imponente e um mais fino e discreto. Essa é minha dica para você ter um grande aliado em suas produções.

O que podemos incrementar no look dos homens? Não há muito segredo! Ou é um sapato diferente, um cinto de destaque, uma...

Read More »

Você conhece a origem e o significado das alianças?

alianca-ouro-branco-anatomica-em-ouro-branco-18k-com-20-diamantes-brilhantes-0-01ct-totalizando-0-20cts_d

 

Historiadores afirmam que as alianças surgiram no Egito Antigo, representando o compromisso e admiração entre um casal. O seu formato circular remete à ideia de eternidade, já que o círculo não possui ponto final.

Largas ou finas, de ouro amarelo, branco ou rose, com diamantes ou lisas, a verdade é que as alianças existem a centenas de anos, mas continuam “fazendo a cabeça” dos casais apaixonados. Porém, o que a maioria dos noivos não se dá conta é que ao elegerem um modelo estão muito mais do que escolhendo uma simples jóia. Eles estão determinando a peça que será o símbolo eterno da cumplicidade, do carinho e dos sentimentos que envolvem os dois.

A aliança de compromisso, de prata, é muito usada pelos casais jovens, que ainda não assumiram um compromisso formal, mas que sentem a necessidade de demonstrar seus sentimentos um pelo outro. Os modelos mais moderninhos também estão em alta entre os casais mais novos. As alianças com designe inovador podem misturar mais de um tipo de ouro, incluir pedras e detalhes em relevo.

Para os casais mais antigos, as alianças especiais para bodas fazem o maior sucesso. Para as bodas de ouro (50 anos de casados) são sugeridas as alianças de ouro mais largas do que as usadas no casamento, as alianças conjugadas e cravejadas de diamantes ou as com freza em diamante ou ouro branco.

Confiram em nosso site todas as opções de alianças que temos a oferecer clicando aqui.

 

  Historiadores afirmam que as alianças surgiram no Egito Antigo, representando o compromisso e admiração entre um...

Read More »